Follow

Reorientação de Carreira: o que faço para ser feliz no trabalho?

A quem se destina:

Profissionais que estejam insatisfeitos ou desejam repensar suas carreiras e procuram novos rumos e possibilidades para esta.

Objetivos do processo:

Auxiliar o profissional a refletir sobre diversas questões importantes relativas à sua carreira, analisando possibilidades de mudanças, dentro da profissão escolhida e/ou atividades paralelas.

Duração do Processo:

O processo dura em torno de cinco encontros de 1h e 50 min.

Etapas do Processo:

Durante o processo são propostas diversas atividades e técnicas específicas para cada etapa:

1ª Etapa: Compreensão dos motivos da insatisfação na carreira.

Nesta etapa procura-se conhecer os aspectos externos (objetivos) e internos (subjetivos) que contribuem para a insatisfação na carreira, o momento de vida em que a pessoa se encontra, de que maneira sua insatisfação se reflete em outras áreas de sua vida: saúde, família, amigos, outras atividades que realiza, e os desejos de mudança que traz para o processo.

2ª Etapa: Análise do Percurso Profissional e Expectativas de Futuro.

Nesta etapa a pessoa é convidada a refletir sobre suas escolhas e não-escolhas ao longo de sua carreira e em atividades paralelas, os fatores que as influenciaram; suas principais realizações e os valores que as nortearam, os sucessos e insucessos, entre outros aspectos, procurando compreender o caminho percorrido até o momento e as expectativas de realizações futuras.

3ª Etapa: Identificar interesses, habilidades e competências.

Esta etapa busca identificar e analisar os interesses atuais, seja no exercício da profissão, seja em atividades paralelas. Procura conhecer e ressignificar as habilidades e as competências desenvolvidas pela pessoa a partir das diversas experiências de trabalho e outras atividades que realiza ou realizou, visando ampliá-las para novas situações de vida.

4ª Etapa: Explorar novas possibilidades no mundo profissional.

Com base nos aspectos discutidos nas etapas anteriores, são realizadas pesquisas de áreas profissionais (dentro da empresa atual ou fora dela), cursos de formação profissional e/ou atividades paralelas à profissão em diversas fontes de informação.

5ª Etapa: Construir o projeto de vida e carreira.

Esta etapa visa analisar os cenários das possibilidades de profissões e/ou ocupações e/ou atividades paralelas cogitadas pela pessoa e o impacto dessas escolhas na vida profissional atual, na vida pessoal, familiar e outras situações de vida.

6ª Etapa: Viabilizar o projeto de vida e carreira.

Esta etapa tem como objetivo auxiliar a pessoa a planejar ações no curto, médio e longo prazo, traçando metas realistas que possam auxiliar a operacionalização do projeto de vida e carreira, para que este esteja adequado aos seus desejos e possibilidades.

7ª Etapa: Avaliação e encerramento do processo

Nesta etapa é feita uma retomada de todo o processo de reorientação de carreira, no qual será entregue um relatório dos principais aspectos abordados. Poderão ser agendadas futuramente e a critério da pessoa, entrevistas de follow-up para acompanhamento das ações que estão sendo realizadas.

Obs: caso julgue necessário, antes do encerramento do processo a orientadora poderá agendar mais encontros individuais com a pessoa, visando complementar o trabalho desenvolvido até o momento.

Voltar para sessão Adultos

Orientação de Carreira e Vida 50+: projeto de vida e legado

 A quem se destina:

Profissionais que procuram novas ocupações ou atividades para serem realizadas após a aposentadoria da atual ocupação.

Objetivos do processo:

Auxiliar a pessoa que está no exercício de suas atividades profissionais a refletir sobre atividades e ocupações que possa realizar após a aposentadoria da atual ocupação, elaborando um projeto de vida e carreira alinhado aos seus anseios, aspirações, estilo de vida e às possibilidades que a realidade oferece.

Duração do Processo:

O processo dura em torno de cinco encontros de 1h e 50 min.

Etapas do Processo:

Durante o processo são propostas diversas atividades e técnicas específicas para cada etapa:

1ª Etapa: Resgate da vida profissional/ocupacional

Nesta etapa a pessoa faz uma revisão das atividades que desempenhou em sua carreira profissional e em atividades paralelas, procurando identificar suas principais realizações, os valores que as nortearam, os projetos de vida que precisou abandonar, entre outros aspectos.

2ª Etapa: Expectativas de futuro e legado

Nesta etapa são propostas reflexões sobre o que a pessoa espera de seu futuro após a aposentadoria: que estilo de vida deseja ter, o que gostaria de construir nessa etapa da vida e qual legado gostaria de deixar para a sociedade e as próximas gerações (generatividade).

3ª Etapa: Identificar interesses, habilidades e competências.

Esta etapa busca identificar e analisar os interesses atuais, as habilidades e as competências desenvolvidas pela pessoa a partir das diversas experiências de trabalho e outras atividades que realiza ou realizou, visando ampliá-las para novas situações e atividades.

4ª Etapa: Explorar novas atividades e ocupações.

Com base nos aspectos discutidos nas etapas anteriores, são realizadas pesquisas de atividades e ocupações em diversas fontes de informação (jornais, revistas, sites, guias etc).

5ª. Etapa: Construir o projeto de aposentadoria.

Esta etapa tem como objetivo auxiliar a pessoa a planejar ações no curto, médio e longo prazo, traçando metas realistas que possam auxiliar a operacionalização do projeto de vida. Esta etapa pode contar com o apoio de um profissional especializado em planejamento financeiro, se a pessoa julgar necessário.

6ª Etapa: Viabilizar o projeto de vida

Esta etapa visa analisar os cenários das várias possibilidades de ocupações e/ou atividades cogitadas pela pessoa, o impacto dessas escolhas na vida pessoal, familiar e outras situações de vida. Avaliam-se dos aspectos positivos e negativos, prós e contras, visando à elaboração de um projeto de vida adequado aos seus desejos e possibilidades.

7º Etapa: Avaliação e encerramento do processo

Nesta etapa é feita uma retomada de todo o processo de orientação de carreira, no qual será entregue um relatório dos principais aspectos abordados.

Após o término do processo poderão ser agendadas, a critério da pessoa, entrevistas de follow-up para acompanhamento das ações que estão sendo realizadas.

Obs: caso julgue necessário, antes do encerramento do processo a orientadora poderá agendar mais encontros individuais com a pessoa, visando complementar o trabalho desenvolvido até o momento.

Voltar para sessão Adultos

Esta etapa tem como objetivo auxiliar a pessoa a planejar ações no curto, médio e longo prazo, traçando metas realistas que possam auxiliar a operacionalização do projeto de vida. Esta etapa pode contar com o apoio de um profissional especializado em planejamento financeiro, se a pessoa julgar necessário.

Orientação de Carreira para Recém Formados: encontrando o melhor caminho

A quem se destina:

Profissionais recém-formados que desejam refletir sobre suas carreiras e procuram novos rumos e possibilidades de inserção no mundo do trabalho.

Objetivos do processo:

Auxiliar o profissional a refletir e analisar possibilidades de inserção no mundo do trabalho e as habilidades e competências necessárias para tanto.

Duração do Processo:

O processo dura em torno de quatro encontros de 1 hora e 50 min.

Etapas do Processo:

Durante o processo são propostas diversas atividades e técnicas específicas para cada etapa:

1ª Etapa: Análise do Percurso Profissional e Expectativas de Futuro.

Nesta etapa o jovem profissional é convidado a refletir sobre suas escolhas e principais realizações durante o curso universitário e em atividades paralelas: motivos e objetivos iniciais para a escolha do curso, experiências significativas, estágios, grupos de trabalho, disciplinas com as quais mais se identificou, entre outros aspectos, procurando-se compreender o caminho percorrido até o momento e as expectativas de realizações futuras.

2ª Etapa: Identificar interesses, habilidades e competências.

Esta etapa busca identificar e analisar as habilidades e as competências desenvolvidas pelo jovem profissional com base nas diversas experiências de estudo, trabalho e outras atividades que realiza ou realizou, visando ampliá-las para novas possibilidades de atuação na futura vida profissional.

3ª Etapa: Explorar possibilidades de inserção no mundo profissional.

Com base nos aspectos discutidos nas etapas anteriores, são realizadas pesquisas de áreas profissionais e cursos de complementação profissional em diversas fontes de informação.

4ª Etapa: Construir e viabilizar o projeto de carreira.

Uma vez definidas as áreas ocupacionais que se pretende investir, esta etapa visa analisar os requisitos necessários para sua inserção, confrontando-os com as habilidades e competências já adquiridas, em desenvolvimento e que ainda precisarão ser desenvolvidas. Buscam-se estabelecer metas realistas de curto, médio e longo prazo que possam auxiliar a operacionalização do projeto de carreira.

5ª Etapa: Avaliação e encerramento do processo

Nesta etapa é feita uma retomada de todo o processo de orientação de carreira, no qual será entregue um relatório dos principais aspectos abordados. Poderão ser agendadas futuramente e a critério da pessoa, entrevistas de follow-up para acompanhamento das ações que estão sendo realizadas.

Obs: caso julgue necessário, antes do encerramento do processo a orientadora poderá agendar mais encontros individuais com a pessoa, visando complementar o trabalho desenvolvido até o momento.

Voltar para sessão Adultos