Follow

Como será o trabalho após a pandemia?

AGORA É A HORA DE MUDAR DE CARREIRA?


Aproveitar a quarentena para repensar a profissão pode ser bom, mas decisão exige cautela

Quando começou a quarentena, Danilo Lessa, de 28 anos, era professor de inglês. Agora, meses depois, o jovem baiano já tem um plano traçado para estudar Medicina Veterinária — uma paixão antiga, alimentada por programas de TV sobre animais e também pelos bichos de estimação de casa.

O tempo extra proporcionado pelo isolamento social e a quebra da rotina fizeram com que Lessa questionasse sua profissão, pensasse melhor sobre a vontade de ser veterinário e pesquisasse meios para viabilizar a nova carreira.

“Gosto muito de ser professor, mas comecei a pensar em profissões que me ofereceriam estabilidade financeira. A Veterinária sempre foi um sonho, mas acabei não seguindo quando era adolescente porque não existia esse curso na minha cidade, Vitória da Conquista. Hoje já há cursos nessa área aqui”, conta Lessa, que trabalha atualmente em uma instituição de cursos profissionalizantes que paralisou as aulas por causa da pandemia. “Com o ócio, a gente acaba revisitando o passado e enxergando coisas que deveria ter feito e não fez.”

Esse tipo de reflexão sobre a carreira vem acontecendo com algumas pessoas durante o isolamento. Para a psicóloga Caioá Lemos, especialista em orientação profissional, é um comportamento natural. “A quarentena pode representar para algumas pessoas um momento de questionamento em diversas áreas da vida, incluindo a carreira, porque houve uma parada. Talvez estivéssemos vivendo no automático, sem tempo para refletir. É positivo fazer essas perguntas, porque somos seres em transformação”, afirma.

Há também quem esteja descobrindo novos talentos durante a quarentena, como é o caso da advogada Ana Beatriz Candida, de 25 anos, que, na tentativa de ocupar a cabeça durante o isolamento, acabou se apegando à culinária — e a brincadeira está ficando séria. “Estou me sentindo muito feliz cozinhando, e passei a refletir sobre a advocacia. Ser advogada é muita pressão, é difícil lidar com a confiança do cliente. Fiquei pensando: será que não estou me estressando à toa na minha profissão, uma vez que descobri um talento escondido?”, questiona-se Ana, que ainda não tem planos concretos para mudar de carreira, mas começou a pesquisar sobre cursos de gastronomia.

Vá com calma. Essas reflexões, entretanto, precisam ser feitas com cuidado, alertam especialistas. “Estamos vivendo um momento de muitas angústias, há o perigo de confundir as coisas e achar que uma mudança vai resolver tudo. Tomar uma decisão de mudar de carreira agora pode ser um ato desesperado”, afirma a psicanalista Fernanda de Sousa e Castro Noya Pinto, doutora pela USP.

Na visão da psicóloga Caioá Lemos, é interessante que nesses momentos de questionamento sobre carreira as pessoas busquem entender por que elas querem a mudança. “Deve-se pensar também como a vida vai ficar após a mudança, quais serão os ganhos, as perdas, as vantagens, as desvantagens, e o impacto na vida pessoal e profissional”, afirma a psicóloga. Além disso, ela explica que ouvir opiniões de pessoas próximas pode ajudar a ter mais clareza sobre a decisão.

‘Estamos vivendo um momento de muitas angústias, há o perigo de confundir as coisas e achar que uma mudança vai resolver tudo’ Fernanda de Sousa e Castro Noya Pinto, psicanalista.


É esse cuidado que Ana Beatriz quer ter antes de ingressar profissionalmente na gastronomia. “Não consigo fazer planos agora porque o futuro pós-pandemia é incerto. Se for mudar, quero fazer com calma. Até porque eu entendo que o isolamento fez com que me distanciasse da rotina da minha profissão, e talvez eu esteja vendo só as partes negativas da advocacia agora”, afirma. O professor Danilo Lessa também não tem pressa: “Estou fazendo um planejamento. Não pretendo abandonar a carreira antiga de imediato. Pretendo continuar trabalhando como professor enquanto estiver na graduação de Veterinária. Se não for para eu entrar agora na nova faculdade, pode ser daqui a um ano”.

DICAS PARA MUDAR DE CARREIRA:

● Trace objetivos concretos que não sejam apenas desejos abstratos
● Busque entender por que você quer essa mudança
● Liste as vantagens e desvantagens da mudança
● Analise o custo da mudança: vou precisar abrir mão do meu tempo de lazer para fazer um curso? Vou precisar estudar nos fins de semana?
● Peça a opinião de pessoas próximas
● Converse com profissionais que atuam na carreira desejada para conhecer mais a profissão e as habilidades necessárias para exercê-la
● Pense se você tem as habilidades necessárias ou se pode desenvolvê-las
● Tome cuidado com a ideia glamourizada sobre determinadas profissões, especialmente se conhecer profissionais bem-sucedidos nelas
● Caso necessário, busque um especialista que possa ajudar na tomada de decisões profissionais

Entrevista concedida para a jornalista Giovanna Wolf, do jornal O Estado de São Paulo. Leia o texto na íntegra em:https://www.estadao.com.br/infograficos/saude,como-sera-seu-trabalho-depois-da-pandemia,1093397

Fonte da imagem: Avel Chuklanov/ Unsplash.com

Atendimento Online

Realize sua orientação ou reorientação de carreira através de atendimento online ou presencial.
Entre em contato através dos telefones:

Consultório 1:
Rua Luminárias, 166 - Vl Madalena
T.(11) 3816-1183
 3031-1460
WhatsApp (11) 93083-0304
Próximo ao Metrô Vila Madalena
 
 
Consultório 2:
Rua Dom Tito Marchese, 17 - Butantã
T.(11) 3813-3484 
3034-6315
WhatsApp (11) 99188-0822 
Próximo ao Metrô São Paulo - Morumbi